Socorro, Berenice!

A senhora Berenice é uma mulher de meia idade, com Pós-Graduação em Finanças e adora números. Insiste em dizer que os números não mentem jamais. Nas reuniões de que participa, na alta administração da empresa em que trabalha, é sempre solicitada a explicar as movimentações nas informações dos relatórios financeiros.
Certa feita, em uma reunião, a questão envolvida era a que preço deveria ser vendida uma nova mercadoria que passaria a ser negociada pela empresa. As informações estavam claras, mas os participantes estavam confusos sobre o preço certo. Mais uma vez, Berenice salvou os participantes.
Vejamos os números. Para a compra e venda da mercadoria em quantidade de 100.000 unidades por mês, a empresa incorreria em R$ 1.000.000,00 com Elementos Fixos (aluguel e outros custos de natureza fixa, ou seja, que não se alteram em função da quantidade envolvida). Por unidade comprada, a empresa pagaria R$ 25,00 mais R$ 3,00 de frete e R$ 2,00 de seguro. Além disso, a empresa pagaria comissões de vendas de R$ 1,00 por mercadoria vendida. Esses seriam os Elementos Variáveis.
Os proprietários, que estavam presentes na reunião, posicionaram-se da seguinte forma: Se vamos pagar R$ 1,00 para os vendedores por unidade vendida, nós queremos R$ 3,00 de lucro por produto vendido. A pergunta que se seguiu foi: E daí, Berenice?
Com a maior calma do planeta, ela explicou: Nós incorremos em R$ 1.000.000,00 para comprar e vender 100.000 unidades. Com isso, cada mercadoria custará R$ 10,00 em Elementos Fixos. Acrescidos de R$ 25,00 da mercadoria, R$ 3,00 de frete, R$ 2,00 de seguro, R$ 1,00 de comissões para vendedores e R$ 3,00 de lucro, a mercadoria deve ser vendida por R$ 44,00 (não foram considerados os tributos).
E Berenice arrematou: Todos sabemos que o mercado em que atuamos é altamente concorrencial, com os preços estabelecidos por ele. A nossa margem de influência é pequena, porém, como já encontramos o preço mínimo, o próximo passo é verificar se há demanda para esse preço. Valeu, Berenice! Sucesso a todos!!!!!!!

 João Daniel Quagliato é Consultor em Gestão e Análise Econômico-Financeira de Empresas, Educador Financeiro e professor de Graduação e Pós-Graduação na área de Negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *