Matriz SWOT

“Não fecho novos negócios, eu abro oportunidades, vislumbro novos horizontes.”
Lilian Gonçalves

Gestão Econômica e Financeira para Empreendedores
Ano I – Nº 01 – 03/11/2021
Matriz SWOT

Uma das ferramentas de grande importância dentro da análise estratégica de Negócios é a Matriz SWOT (strengths, weaknesses, opportunities and threats). No português, respectivamente, forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Essa matriz, quando bem pensada, analisada e elaborada, fornece à empresa um instrumental de grande importância, criando condições para se conhecer a relevância da empresa em termos de ambiente interno (forças e fraquezas) e no contexto do ambiente externo (oportunidades e ameaças).

Quagliato Consultoria & Educação Corporativa “Não fecho novos negócios, eu abro oportunidades, vislumbro novos horizontes.” Lilian Gonçalves Dentro do ambiente interno, junto às forças e fraquezas, a empresa identifica quais são os Fatores Críticos de Sucesso (FCS). Eles permeiam essas duas condicionantes da matriz SWOT, ou seja, as forças e as fraquezas. Esses Fatores, quando existem, se tornam relevantes, e as atenções gerenciais precisam estar voltadas para eles, pois, quando bem monitorados e executados de forma eficaz, permitem que a organização atinja seus objetivos e se fortaleça em momentos de instabilidade de alguns deles, pois podem determinar o sucesso ou fracasso das ações implementadas pela empresa.
Elencar quais são as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças na empresa é fator imperativo para conhecer o seu potencial nas ações que ela provoca no mercado e como reage às ações provocadas pelos concorrentes no contexto em que está inserida. Sem dúvida, o conhecimento das movimentações desses elementos cria um ambiente favorável no enfrentamento das ações da concorrência.

Em linhas gerais, a ideia do conhecimento das condicionantes de cada elemento desse quadrante é de transformar as fraquezas em forças e as ameaças em oportunidades à medida que se conhece com mais detalhes o ambiente interno (como está estruturado o seu modelo negócio) e o ambiente externo (como está montado o ambiente em que o negócio está inserido).
Caso você tenha alguma dúvida ou queira informação adicional sobre o tema abordado, entre em contato conosco para podermos ajudá-lo.

Sucesso e bons negócios!

João Daniel Quagliato, Contador, Economista, Pós-Graduado em Contabilidade e Finanças, Consultor EconômicoFinanceiro e Professor de Pós-Graduação na área de Negócios.

Quagliato Consultoria & Educação Corporativa

www.quagliatoconsultoria.com.br
joaodaniel@quagliatoconsultoria.com.br
(19) 99608-0362

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *