Como Calcular o Custo de um Funcionário nos Regimes de Tributação do Lucro Real e do Lucro Presumido.

“A estrutura organizacional de uma empresa contempla a mão de obra direta e a mão de obra indireta. A primeira é apropriada ao custo do produto de forma direta, ou seja, pelo seu consumo na fabricação do produto, enquanto a segunda é apropriada ao custo do produto por meio de rateios.”

Boletim de Gestão Econômico-Financeira de Empresas
ANO II – Vol XIII
12 / 01 / 2017
Professor João Daniel Quagliato

Para calcular o custo de um funcionário no Brasil estaremos considerando, de forma separada, os Custos Integrantes da mão de obra direta (MOD), os Custos Decorrentes da MOD e os Encargos Sociais sobre a MOD.

A seguir, será apresentado um exemplo simplificado do procedimento do cálculo.

a) Custos Integrantes da MOD:

  • Ordenados e Salários;
  • Horas Extras;
  • Descanso Semanal Remunerado (DSR);
  • Adicional Noturno;
  • Adicional de Periculosidade;
  • Adicional de Insalubridade;
  • Encargos Sociais;

b) Custos Decorrentes da MOD:

  • Alimentação;
  • Vestuário;
  • Assistência Medica;
  • Assistência Odontológica;
  • Transporte;
  • Educação;
  • Cesta Básica;
  • Seguro de Vida;
  • Equipamentos de Proteção Individual (EPI);
  • Cesta Básica;

c) Encargos Sociais Diretos sobre a Folha de Pagamento na Atividade Industrial no Brasil:

 

Itens Percentuais
Previdência Social 20,00%
Seguro Acidente de Trabalho 3,00%
Salário Educação 2,50%
SESI ou SESC 1,50%
SENAI ou SENAC 1,00%
INCRA 0,20%
SEBRAE 0,60%
FGTS 8,00%
Total 36,80%

 

  Muito Importante!

Os percentuais referentes aos encargos elencados no quadro anterior podem sofrer variações em função da atividade da empresa, do setor e do regime de tributação em que está inserida. Havendo valores diferentes dos apresentados acima o procedimento é a sua inclusão ou a sua exclusão no cálculo, porém a estrutura não deve ser modificada.

A seguir, exemplo de funcionário com carga horária mensal de 220 horas, semanal de 44 horas, com salário de R$ 10,00 / hora, mensal de R$ 2.200,00 e de R$ 24.200,00 para um total de 11 meses.

  1. Valores anualizados:
  2.  

    Itens Valores – R$
    Salário em 11 meses (DSR Incluso) 24.200,00
    Férias (30 dias) 2.200,00
    1/3 s/ Férias 733,33
    13º Salário 2.200,00
    Total 29.333,33

     

  3. Acrescidos dos Encargos Sociais Diretos:
  4. R$ 29.333,33 + 36,8% = R$ 40.128,00

  5. Número de Horas Disponíveis:
  6. Número de Horas Disponíveis do Funcionário / Ano 365 dias
    (-) Férias 30 dias
    (-) Descanso Semanal Remunerado 48 dias
    (-) Feriados Anuais 12 dias
    (=) Total de dias do funcionário à disposição 275 dias
    (x) Número de Horas Diárias 7,33333 horas
    (=) Número de Horas / Ano – Funcionário à Disposição 2.016,66666 horas

     

  7. Custo Médio Hora Anual:

R$ 40.128,00 / 2.016,66666 horas = R$ 19,90 / hora

[(R$ 19,90 / R$ 10,00) – 1] x 100,00% = 99,00%

A seguir, outros estudos já realizados por alguns autores consagrados na área empresarial demonstram percentuais próximos ao apurado em tela:

Autores / Obras Percentuais
Eliseu Martins: Contabilidade de Custos 98,17%
Silvério das Neves e Paulo E.V. Viceconti: Contabilidade de Custos 98,50%
Clóvis L. Padoveze: Curso Básico Gerencial de Custos 103,60%
José A. Pastores: A Agonia do Emprego 102,06%

Caso você tenha alguma dúvida ou queira informação adicional sobre o tema abordado, entre em contato conosco para podermos ajudá-lo.

Sucesso e bons negócios!

João Daniel Quagliato é Contador; Economista; Pós-graduado em Administração Financeira, Contabilidade e Auditoria, Consultoria Contábil-Financeira; Mestre em Educação com ênfase no ensino da Contabilidade; professor nas áreas de Custos, Economia e Tributação para cursos de graduação e pós-graduação pela Universidade Adventista de São Paulo (UNASP); e, Consultor em Gestão Econômico-Financeira de Empresas.
www.quagliatoconsultoria.com.br
joaodaniel@quagliatoconsultoria.com.br
(19) 99608-0362

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *