Os Agentes do Negócio

 

“Não encontre clientes para o seu produto. Encontre um produto para seus clientes.”
SETH GODIN

Boletim de Gestão Econômico-Financeira de Empresas ANO IV – Volume 01 Janeiro 2021

Os Agentes do Negócio

Quando se analisa a estrutura de uma organização focada nos agentes operacionais que se movimentam dentro dessa estrutura, podemos pontuar quatro deles, que são extremamente importantes para o bom andamento dos negócios e que devem ser motivo de atenção para que se alcance o sucesso no crescimento/desenvolvimento sustentável do negócio. São eles: Funcionários, Fornecedores, Clientes e Fluxo de Caixa.

Os Funcionários devem ser comprometidos com a organização, e, para que esse comprometimento aconteça, esses funcionários devem ter conhecimento de quais são os objetivos e as metas para o negócio. Não há como se comprometer com uma causa quando não se tem conhecimento dos pontos importantes dela.

O segundo agente importante são os fornecedores da empresa. As matérias-primas para a fabricação dos produtos da empresa e/ou as mercadorias que se compram para revender devem estar no nível de qualidade exigida para seus produtos a fim de que o terceiro agente do negócio – o(a) cliente – esteja sempre satisfeito.

O último agente – ressalte-se que eles não estão dispostos por ordem de importância – é o Fluxo de Caixa. A movimentação dos fluxos financeiros do negócio deve estar alinhada com os outros três agentes, pois quando há insuficiência de recursos financeiros no negócio, três consequências imediatas (ou em curto, médio ou longo prazo) podem surgir: os salários dos colaboradores podem ser desmotivadores para que tenham um grau de comprometimento aceitável; os melhores fornecedores podem atrasar o envio dos pedidos; e os clientes podem fugir em função de uma política de crédito desfavorável aos seus interesses.

Finalizando, é de suma importância que esses agentes (funcionários comprometidos, fornecedores qualificados, clientes satisfeitos e fluxo de caixa) da organização estejam relacionados entre si, a fim de que se crie um ambiente favorável no negócio objetivando seu crescimento/desenvolvimento sustentável.

Caso você tenha alguma dúvida ou queira informação adicional sobre o tema, entre em contato conosco para podermos ajudá-lo.

João Daniel Quagliato, Contador, Economista, Pós-Graduado em Contabilidade e Finanças, Consultor Econômico-Financeiro e Professor de Pós-Graduação na área de Negócios.

QUAGLIATO Consultoria & Escola de Negócios

www.quagliatoconsultoria.com.br/blog

joaodaniel@quagliatoconsultoria.com.br

(19) 99608-0362

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *